ASTOR JAIME KLEIN / Despachante de Trânsito em Sapiranga:

 

Funcionário de uma fábrica de calçados na cidade de Sapiranga decidiu partir para um trabalho autônomo, abrindo o Escritório Rural em 20 de março de 1969, no qual atendia os trabalhadores rurais da região, legalizando-os em sua atividade.
Visto a sua forma transparente e clara de trabalhar, um amigo taxista lhe sugeriu, na época, para que exercesse a atividade de despachante. Assim, este mesmo amigo o levou até Novo Hamburgo, no escritório de um despachante para que ele aprendesse o ofício.     
Através da Associação de Despachantes, que mais tarde originou o Sindicato dos Despachantes do RS, o jovem Astor Klein, então com 16 anos, emancipou-se e efetuou sua legalização na atividade profissional de despachante de trânsito. Junto ao Sindicato, participou ativamente nas reuniões da classe, sendo nomeado Delegado Representante, em sua região.
Com o fruto de seu trabalho como despachante, proporcionou que suas filhas estudassem em bons colégios particulares o que possibilitou as mesmas, base para suas graduações à universidade;  Manteve, durante o exercício profissional, um excelente padrão de vida em termos financeiros. Sempre teve total apoio da família e, quando passou por sérias dificuldades de saúde, sua filha, então já graduada em direito, auxiliou-o nas atividades do escritório, por quase dois anos.
Com sua forma franca e direta de ser, manteve sempre um bom relacionamento com colegas, clientes, órgãos e autoridades no qual se reportava, fidelizando muitas amizades.  Diz com todas as letras que: “Orgulha-se de ter sido um despachante”.
Aos novos que desejam ingressar nesta atividade profissional, indica que, previamente, façam um estudo de mercado para saber onde e como trabalhar; Que sejam sindicalizados e, sobretudo, que trabalhem com honestidade.

Figura popular, Astor Jaime Klein, foi vereador em Sapiranga, por dois mandatos. Foi Comissário do Juizado de Menores e hoje é Juiz de Paz. Não quer ficar parado; Pensa em retornar à política, bem como retornar os estudos.

Junho/2012