JOÃO MACHADO DE FREITAS – Despachante de Trânsito em Novo Hamburgo.

 

Vindo de Glorinha, onde trabalhava na lavoura, João Machado de Freitas estabeleceu-se em Novo Hamburgo, na casa de familiares, para estudar. Mas o que faria para manter-se financeiramente? Pensava então, o jovem João Machado. Assim, em 1971, em sociedade com o colega de ginásio Adão de Melo, iniciou como despachante veicular.

A época era áurea aos despachantes. Nunca teve do que se queixar!

Na opinião do senhor João Machado, “a grande mudança” ocorrida com o novo Detran-RS, no qual muitos migraram para outras atividades dentro do próprio segmento de veículos e outros tantos desistiram, ficou no mercado, realmente, quem desejava trabalhar. 

Aliado ao fator mudança, veio à informatização que avançou rapidamente. Assim, para adaptarem-se as novas regras, houve uma necessidade natural de evolução, tendo que diversificar os serviços e a forma de atendimento aos clientes. Ele próprio diversificou, incorporando serviços de recursos de multas, entre outros, com grande sucesso.

O senhor João Machado reconhece o trabalho do Sindicato no qual é sócio desde o seu início (desde 1978 quando era ainda uma Associação), e entende como “uma difícil relação” para aqueles que só procuram o Sindicato “quando a água está no pescoço”, aí o Sindicato não consegue ajudar. Uma preocupação do senhor João Machado é o aumento significativo da frota de veículos no país. “Profissionalmente falando, é muito bom para nós despachantes, mas preocupante sobre ostros aspectos,” completa o senhor João Machado.

Não gosta de dar conselhos a ninguém, mas se tivesse que dar algum diria que é melhor que seja um despachante aquele que já tem alguma história familiar: O avô, o pai ou outro familiar que já exerça esta atividade, para assim dar continuidade.

Setembro/2012